• Sabrina Wertzner

O que raios são FODMAPs?



Ainda não é O termo que surgiu na mídia, mas sinto que essa tendência está por vir, então vou falar exatamente o que são e de onde vieram para quando o termo aparecer você saiba exatamente do que se trata e não pule de cabeça em mais uma tendência sem se questionar se cabe a você.

Primeiro de tudo: o que raios significa FODMAP?

O termo FODMAP foi cunhado para descrever uma coleção de carboidratos de cadeia curta que são fermentáveis e mal absorvidos no intestino.

F - Fermentável

O - Oligossacarídeos: Incluindo frutanos e galacto-oligossacarídeos

D - Dissacarídeos: Incluindo lactose e sacarose

M - Monossacarídeos: Incluindo frutose

A - And/E

P - Polióis: Incluindo sorbitol e manitol

E como tudo começou?

A dieta baixa em FODMAP foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Monash, na Austrália. Foi estruturada para tratar e amenizar os sintomas de pacientes que possuem a Síndrome do Intestino Irritável (SII), um distúrbio funcional caracterizado por dor abdominal crônica e hábitos intestinais alterados na ausência de uma causa estrutural ou orgânica.

Os mecanismos fisiopatológicos subjacentes e a longo prazo da SII ainda não são claros, mas sugere-se que por conta dos FODMAPs serem mal absorvidos pelo intestino delgado e serem osmoticamente ativos, levam a maior absorção de líquidos no intestino delgado, levando a distensão do intestino, acarretando em motilidade intestinal alterada, hipersensibilidade visceral e interrupção da permeabilidade da mucosa. Além disso, FODMAPs são rapidamente fermentados pela microbiota colônica, levando a distensão do cólon com a produção de gás, promovendo dor associada ao inchaço.




Importante saber que nem todos os elementos dos FODMAPs exacerbam os sintomas abdominais em pacientes com SII. A presença e o grau de sintomas abdominais em um indivíduo dependem do grau de má absorção experimentado pelo indivíduo, por isso o tratamento deve ser feito com a assessoria de um nutricionista.

Além da terapia de FODMAPs outros recursos vêm sendo estudados para servirem de terapias coadjuvantes para amenizar os sintomas, como as fibras solúveis e os probióticos.

Vale ressaltar que a adoção da dieta baixa em FODMAPs pode trazer prejuízos nutricionais e para a microbiota colônica, não sendo aconselhada a indivíduos saudáveis, muito menos sem a supervisão e orientação de um nutricionista experiente.

MONASH UNIVERSITY (Australia). About us. Disponível em: <http://www.monash.edu/about>. Acesso em: 02 nov. 2016.

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GASTROENTEROLOGIA (Brasil). Síndrome do Intestino Irritável (SII): A SII é uma desordem funcional do intestino. Disponível em: <http://www.fbg.org.br/Conteudo/197/0/Síndrome-do-Intestino-Irritável-(SII)->. Acesso em: 02 nov. 2016.

GEARRY, Richard et al. Efficacy of the low FODMAP diet for treating irritable bowel syndrome: the evidence to date. Clinical And Experimental Gastroenterology, [s.l.], p.131-142, jun. 2016. Dove Medical Press Ltd.. http://dx.doi.org/10.2147/ceg.s86798.

DUGUM, Mohannad; BARCO, Kathy; GARG, Samita. Managing irritable bowel syndrome:: The low-FODMAP diet. Cleveland Clinic Journal Of Medicine. Cleveland, p. 655-662. set. 2016. Disponível em: <http://www.ccjm.org/cme/cme/article/managing-irritable-bowel-syndrome-the-low-fodmap-diet/e75d3bb62cd1d15ab6dcd6bab2ecc0c3.html>. Acesso em: 02 nov. 2016.

VALEUR, Jørgen et al. Fecal Fermentation in Irritable Bowel Syndrome: Influence of Dietary Restriction of Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides and Polyols. Digestion, [s.l.], v. 94, n. 1, p.50-56, 2016. S. Karger AG. http://dx.doi.org/10.1159/000448280.

#FODMAPs #SíndromedoIntestinoIrritável

0 visualização