• Isis Stelmo

Mulheres e Homens comem do mesmo jeito?

Atualizado: 16 de Jul de 2019



Um estudo publicado esse ano em Campinas avaliou dados do Inquérito de Saúde de Campinas (ISACAMP) de 2008 com o objetivo de comparar a qualidade da dieta entre homens e mulheres.

A amostra foi escolhida foi do setor adulto da pesquisa, composta por 949 indivíduos, sendo 444 homens e 505 mulheres, com média de idade para eles de 37,0 anos e para elas de 37,8. A dieta foi avaliada de acordo com o IQD-R.

De modo geral, os grupos alimentares menos ingeridos pela população adulta nesse estudo foram cereais integrais, sódio, frutas totais e integrais, leite e produtos lácteos e vegetais verdes-escuros e alaranjados. As mulheres só tiveram escore inferior para carnes e ovos, mas observou-se neste grupo maior ingesta de frutas, vegetais e leite e derivados.

As mulheres apresentaram um escore maior, ou seja, melhor qualidade na dieta comparadas aos homens, principalmente as que possuíam mais de 15 equipamentos próximos às residências. Além disso, observa-se em melhor qualidade da dieta nas mulheres mais velhas, ativas, com desejo de perder peso e com alguma doença crônica. Menores escores foram encontrados quando a mulher vivia com 6 ou mais pessoas, em domicílios onde era permitido fumar.

Sobre os homens, escores mais altos de qualidade da dieta foram observados nos indivíduos acima de 40 anos, os solteiros apresentaram escores menores. Uma qualidade de dieta inferior também foi encontrada entre homens que relataram desejo de perda de peso.

O resultado dessa avaliação nos traz considerações importantes a respeito dos papéis de gênero: talvez as mulheres apresentem melhores escolhas alimentares por possuírem mais habilidades culinárias, por ser uma atividade que sempre fez parte de suas rotinas. Ser, também, muitas vezes a única responsável pelos cuidados gerais da casa e da família são indicador da piora desta qualidade quando o domicílio possui mais de seis indivíduos.

Por sua vez, os homens geralmente têm mais dificuldades em se aproximar da cozinha, talvez por isso os solteiros tenham apresentado um escore sensivelmente menor e é importante refletir sobre a busca e o acesso a informações sobre saúde e serviços dos homens quando aqueles que possuem alguma insatisfação corporal demonstraram uma qualidade inferior de dieta.

Estudos desse tipo são importantes para que ações de saúde pública, nesse caso focadas principalmente em alimentação e nutrição, possam ser elaboradas em caráter preventivo para a população.

Referência:

ASSUMPCAO, Daniela de et al. Diferenças entre homens e mulheres na qualidade da dieta: estudo de base populacional em Campinas, São Paulo. Ciênc. saúde coletiva[online]. 2017, vol.22, n.2 [cited 2017-07-27], pp.347-358. Available from: <http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017000200347&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1678-4561. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232017222.16962015.

s

#comerbem #qualidadedadieta #qualidadedevida #alimentaçãosaudável #Campinas #homens #mulheres

3 visualizações