• Isis Stelmo

O Paradoxo Francês

Atualizado: 16 de Jul de 2019



Há algum tempo esse "acontecimento" vem sendo estudado, o porquê de os franceses serem em sua maioria magros, terem baixo índice de doenças do coração, mesmo ingerindo alta quantidade de gordura saturada, em forma de manteiga, queijos (na França há mais de 1000 tipos de queijo registrados), pão/baguete todo santo dia, tudo acompanhado de um bom vinho.

Enquanto isso, nos EUA, as pessoas ingerem vários produtos fat free, glúten free, lactose free, etc, mas ainda assim a população vem ficando com excesso de peso.

Uma das explicações seria as atitudes e comportamentos que indivíduos demonstram relacionados à comida nesses dois cenários:

Enquanto nos EUA, as pessoas acreditam que comer é tão "perigoso" quanto não comer e enxergam os alimentos como apenas fonte de nutrientes, os franceses, por sua vez, estão sentados em uma mesa (ou no trem carregando uma baguete embaixo do braço para saboreá-la em seguida), aproveitando cada garfada ou mordida, calmamente, sem se preocupar com números de calorias/carboidratos/gorduras/etc.

Outro ponto importante é considerar que nos EUA tudo é automatizado e se faz tudo de carro. Na França, portões automáticos são raros e é cultural fazer tudo a pé ou utilizando o transporte público e bicicleta, ou seja, movimenta-se mais, gasta-se mais energia.

Além disso, a refeição é um acontecimento na França, é um momento de prazer, de trocas, de ficar em paz consigo mesmo, é um momento de conexão com a comida; raramente as pessoas realizam suas refeições fazendo outras coisas, como mexer no celular, falar ao telefone, assistir TV, etc.

Por fim, as porções das comidas na França também são bem menores se comparadas às dos EUA, ou seja, há menor exposição a ingestão calórica excessiva e vários estudos vêm sendo realizados comprovando que quando as embalagens e o porcionamento são maiores, as pessoas tendem a comer mais do que quando são expostas a porções menores.

Referência:

Rozin, P; Fischler, C; Imada, S; Sarubin, A; Wrzesniewski, A. Attitudes to Food and the Role of Food in Life in the U.S.A., Japan, Flemish Belgium and France: Possible Implications for the Diet–Health Debate. Appetite, 1999, 33, 163–180 Article No. appe.1999.0244, available online at http://www.idealibrary.com

#frenchparadox #paradoxofrancês #highfat #doençascoronarianas #colesterol #atitudes #hábitosalimentares #cultura #alimentação #história

5 visualizações