• Sabrina Wertzner

Sua dieta pode afetar sua fertilidade?


É o que pesquisadores de Harvard investigaram através da revisão de 172 artigos científicos. Eles descobriram que sim, a forma que você se alimenta, mais especificamente os nutrientes que compõe sua alimentação, podem influenciar na fecundação, gestação e nascimento.

E senhor, não fuja! Este texto também é para você!

Então, o que há de evidência até o momento?


Sabe-se que tanto para homens quanto para mulheres uma dieta equilibrada, rica em macro e micronutrientes, considerada saudável, tem maiores relações com maior fertilidade e taxa de nascimento de bebês vivos na reprodução assistida;

Suplementos antioxidantes não fazem muita diferença no aumento da fertilidade em ambos os sexos;

A suplementação com ácido fólico e vitamina B12 sugere aumentar as taxas de fertilidade e de nascimento em reprodução assistida;

A vitamina D não teve alteração nos resultados na fertilidade de mulheres;

Gorduras: tanto em homens quanto mulheres o excesso de gordura trans e saturada apontou redução da fertilidade. Em homens, principalmente, mostrou-se redução da função testicular e menor qualidade do semen. Em mulheres, ácidos graxos ômega 3 de cadeia longa parecem melhorar a fertilidade, embora ainda não esteja claro em que medida a contaminação das fontes alimentares com altos níveis de substâncias tóxicas podem diminuir esse benefício;

Produtos lácteos não são apontados como causas de infertilidade;

Soja não parece auxiliar na fecundação natural, porém o consumo de isoflavonas pode aumentar as taxas de nascidos vivos em reprodução assistida;

Álcool não parece influenciar na qualidade do sêmen ou da fecundação por si só – veja as taxas de fecundação no carnaval e você verá que vai de acordo com os resultados das pesquisas...

Saiba mais no estudo completo em:

Gaskins AJ, Chavarro JE, Diet and Fertility: A Review, American Journal of Obstetrics and Gynecology (2017), doi: 10.1016/j.ajog.2017.08.010.

#Fertilidade #Dieta #Fecundação #Gestação

1 visualização