“Tudo é ciência e pesquisa!”

A ciência é uma de nossas paixões e incentivá-la é nosso objetivo. Então o Et Al convidou pesquisadores a responderem a seguinte questão “Por que decidi me tornar pesquisador?

Nessa semana o relato é do doutorando em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo Leonardo Mendes de Souza Mesquita.

1. O que fez você se interessar por pesquisa?

Meu interesse por pesquisa vem desde pequeno, sempre fui apaixonado por plantas, me perguntava como um ser do tamanho de uma árvore podia ser classificado como um ser vivo. Achava isso um absurdo na minha cabeça de criança! Nunca me vi fazendo outra coisa, apesar dos desvios de caminho e as crises existenciais na escolha da profissão. A aula de ciências, biologia, física e matemática sempre foram as mais esperadas por mim!

2. Como você enxerga a pesquisa no cotidiano das pessoas?

A pesquisa está em tudo na vida das pessoas. Desde o alimento que ela ingere pela manhã (produção, embalagem, controle de qualidade, benefícios e malefícios a saúde, etc..), até a roupa que vestem!! Muitas pessoas não conseguem entender que para o desenvolvimento de um produto, existem, por muitas vezes, anos e anos de pesquisa e desenvolvimento! Sem pesquisa não teríamos nada predicado! Creio que pesquisa e qualidade sempre vão ser fortes aliadas para a promoção de saúde! Do ato mais simples até uma cirurgia complexa; do Bombril® na ponta da antena de TV até um satélite! Tudo é ciência e pesquisa!

3. Qual o impacto da pesquisa que você desenvolve na vida das pessoas?

Minha área de concentração são os compostos bioativos (CB) em matrizes vegetais. Minha pesquisa possui enfoque de elucidação, isolamento e aplicação de moléculas para promoção de saúde. Meus trabalhos científicos publicados são com a utilização de plantas com potencial antioxidante, analgésico, anti-inflamatório, antiglicêmico, e mais recentemente, no trabalho de doutoramento (ainda não publicado) com extração verde (ou seja, sem prejuízos ao meio ambiente) para produção de um extrato rico em CB utilizado na prevenção da obesidade, advinda de uma programação metabólica. Meu resultado mais recente foi a descoberta de um extrato vegetal com potencial antiveneno de serpente, o qual possui eficiência tão boa quanto ao soro antiofídico comercial (muitas vezes em falta nos postos de atendimento).

4. O que te incentiva a continuar na área?

Unicamente o amor ao que faço! O Caminho é longo, injusto e desestimulante! O apoio do governo é baixo, concorrido e a remuneração é baixa (nem todos possuem)! Mas o sonho é maior do que tudo.

Leonardo Mendes de Souza Mesquita

Biólogo, formado pela UNESP - Instituto de Biociências de São Vicente - SP (2014)

Mestre em Ciências, com habilitação em biodiversidade (UNESP - Instituto de Biociências de São Vicente - SP). (2015-2017)

Doutorando em Ciências, com habilitação em ciências interdisciplinares da saúde (UNIFESP - Instituto de Saúde e Sociedade, Santos - SP). (2017 - 2020)

Cultura E Tal:

The Baker's Wife (1938)

O filme é baseado em um livro de Jean Giono, um doce conto pastoral, sobre um padeiro que fica pertur-bado quando sua esposa o deixa.

O padeiro então passa-se a recusar a fornecer pão à aldeia até ela voltar para ele.