I Simpósio de Cuidados Paliativos e Espiritualidade

O evento acontece no dia 2 de setembro de 2017, no Teatro Marcos Lindenberg, em São Paulo/SP

Os objetivos do I Simpósio de Cuidados Paliativos e Espiritualidade são:

  • Trazer aos profissionais da área da saúde e aos demais interessados um olhar mais aprofundado sobre conceitos, princípios e aspectos éticos da abordagem dos cuidados paliativos e da espiritualidade junto aos pacientes portadores de doenças que ameaçam a vida e aos familiares e/ou cuidadores;

  • Destacar a importância dos aspectos espirituais na abordagem dos cuidados paliativos (como e por quê abordar, e o que pode resultar);

  • Conhecer a importância e os efeitos da prática meditativa no contexto dos cuidados paliativos;

  • Evidenciar o papel desempenhado pelas capelanias hospitalares à luz do conhecimento científico;

  • Conhecer a visão das diversas religiões no contexto de fim de vida – como enxergam a morte, posicionamento de cada religião sobre alguns dilemas em fim de vida (alimentação/hidratação e outros procedimentos artificiais de vida), a visão da religião sobre o adoecimento do ser e estratégias para melhor enfrentamento do sofrimento, além dos cuidados com o corpo e rituais após a morte.

Programação inicial (sujeita a alterações):

8h: Recepção e novas inscrições no local (se houver vaga).

8h30– 9h: Cuidados Paliativos – uma voz diferente e um direito na atenção à saúde.

9h– 9h30: O papel da espiritualidade e da religiosidade no cuidado paliativo.

9h30 a 10h: Os efeitos das práticas meditativas no contexto dos cuidados paliativos.

10h-10h30: coffee-break.

10h30 – 11h: O papel do serviço religioso hospitalar na atenção à saúde.

11h – 13h30: Mesa – Redonda: “Espiritualidade e Religiosidade – a visão das diferentes religiões no processo de fim de vida”

13h30 -14h00: Debate e Encerramento

Para inscrições e demais informações acesse: https://www.sympla.com.br/i-simposio-de-cuidados-paliativos-e-espiritualidade__160305

Cultura E Tal:

The Baker's Wife (1938)

O filme é baseado em um livro de Jean Giono, um doce conto pastoral, sobre um padeiro que fica pertur-bado quando sua esposa o deixa.

O padeiro então passa-se a recusar a fornecer pão à aldeia até ela voltar para ele.