Atualização: Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose


No início de agosto de 2017 a Sociedade Brasileira de Cardiologia disponibilizou a atualização da Diretriz de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose, publicada em 2013. No documento recente, modificações como valores mais restritivos de referência para as lipoproteínas plasmáticas, estratificação de risco cardiovascular e alcance das metas terapêuticas e novidades quanto ao tratamento não farmacológico, especialmente dietético, foram publicadas.

Vou listar aqui as principais modificações para adultos (tratamento farmacológico não incluído).

  • Jejum (Grau de Recomendação: IIa; Nível de Evidência: C).

O jejum não é mais necessário no preparo para realização de dosagens do perfil lipídico completo, recomendando-se a manutenção de estado metabólico estável e a dieta habitual, já que os valores de colesterol e lipoproteínas plasmáticas (HDL-c, não HDL-c e LDL-c) não sofrem influência do estado alimentar.

O jejum é necessário apenas se a dosagem de triglicérides estiver elevada (>440mg/dL) sem jejum, para um novo exame de confirmação.

  • Estratificação de risco cardiovascular

Na maioria dos casos, o evento coronário agudo é a primeira manifestação da doença aterosclerótica. Por isso há necessidade de identificação dos indivíduos assintomáticos para a prevenção primária, com correta definição das metas terapêuticas individuais.

Para a estimativa do risco essa atualização recomenda a utilização do Escore de Risco Global (ERG).

Observe na figura abaixo a estratificação de risco.

Figura 1. Estratificação de risco cardiovascular baseado nos fatores de risco e cálculo do Escore de Risco Global. Adaptado da Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. SBC, 2017.

  • Valores de referência e alvo terapêutico de acordo com o risco cardiovascular. (Grau de Recomendação: IIa; Nível de Evidência: C)

Os valores alvo de LDL-c e não-HDL-c variam de acordo com a categoria do risco cardiovascular, que nessa atualização estão mais restritivos.

Os últimos estudos incluídos mostram que reduções mais intensas de LDL-c tem se associado a importantes benefícios na redução de eventos e mortalidade cardiovasculares.

Comparado à Diretriz anterior, houve redução dos valores desejáveis para colesterol, mantiveram-se os valores para triglicérides, foi acrescentada a estratificação de risco “muito alto risco” com valores menores de meta terapêutica para LDL-c.

Observe na tabela as recomendações atuais.

Figura 2. Valores referenciais e de alvo terapêutico do perfil lipídico para adultos. Extraído da Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. SBC, 2017.

  • Manejo dietético

A Diretriz recomenda dieta isenta de ácidos graxos trans, consumo de <10% do valor calórico total de ácidos graxos saturados para indivíduos saudáveis e <7% do valor calórico total para aqueles com risco cardiovascular aumentado.

Estudos mais recentes reforçam que os ácidos graxos trans aumentam a concentração plasmática de LDL-c e induzem intensa lesão aterosclerótica.

Para colesterol, estudos recentes mostram que não há evidências suficientes para estabelecimento de um valor de corte para o consumo.

Veja outras recomendações:

Figura 3. Recomendações alimentares no manejo da doença cardiovascular.

A atualização reforça a relevância de se manter quantidades moderadas de gordura na dieta, eliminar ácidos graxos trans, controlar consumo de gordura saturada, priorizar gorduras poli e mono insaturadas, reduzir açúcares e incluir carnes magras, frutas, grãos e legumes e verduras.

  • Prática de atividade física (Grau de Recomendação: I; Nível de Evidência: A)

O exercício físico tem evidências acumuladas ao longo dos anos, com papel importante na prevenção e no tratamento de DCV, na melhora da estrutura e na função vascular. Sua recomendação foi mantida.

Confira a publicação completa na nossa biblioteca.

Sempre procure profissionais de saúde qualificados para entender questões de saúde, prevenção e tratamento mais adequados.

Faludi AA, Izar MCO, Saraiva JFK, Chacra APM, Bianco HT, Afiune Neto A et al. Atualização da Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose – 2017. Arq Bras Cardiol 2017; 109(2Supl.1):1-76

Xavier H. T., Izar M. C., Faria Neto J. R., Assad M. H., Rocha V. Z., Sposito A. C., Fonseca F. A., dos Santos J. E., Santos R. D., Bertolami M. C., Faludi A. A., Martinez T. L. R., Diament J., Guimarães A., Forti N. A., Moriguchi E., Chagas A. C. P., Coelho O. R., Ramires J. A. F.; Sociedade Brasileira de Cardiologia. V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. Arq Bras Cardiol 2013

Cultura E Tal:

The Baker's Wife (1938)

O filme é baseado em um livro de Jean Giono, um doce conto pastoral, sobre um padeiro que fica pertur-bado quando sua esposa o deixa.

O padeiro então passa-se a recusar a fornecer pão à aldeia até ela voltar para ele.