Você bebe a quantidade certa de água?

Ou você é daqueles que uma vez escutou que '1,5 litros tá mais que suficiente'???

Pois estamos enfrentando uma temporada bem longa sem chuva, e, com isso, a umidade do ar cai muito. Transpiramos e perdemos água em qualquer atividade que fazemos, até mesmo através da respiração.

Já se sabe muito bem que a água é o maior constituinte do corpo humano (60%), participante de reações como um solvente, como um carreador de nutrientes e dejetos, como termorregulador através da evaporação, como um lubrificante em combinação com moléculas viscosas (saliva, muco, secreção gástrica) e como absorvente de impacto.

Chega a ser uma obrigatoriedade a constância do volume deste líquido no nosso corpo para que os sistemas cardiovascular, respiratório, digestivo, reprodutivo, renal, hepático, cérebro e o sistema nervoso periférico possam funcionar adequadamente. A desidratação afeta a função destes sistemas e é uma condição potencialmente fatal.

Regulamos a quantidade de água por meio dos seguintes fatores: 1. Bebidas e alimentos que ingerimos (entrada de água) = entre 1,5 a 2,5 litros; 2. Água que produzimos resultante da oxidação de macronutrientes (entrada de água) = cerca de 350 ml; 3. Urina e fezes excretadas (saída de água) = entre 1,2 e 2,2 litros; 4. Transpiração pela pele (saída de água) = cerca de 450 ml; 5. Respiração (saída de água) = cerca de 350 ml.

Ou seja, teoricamente, pra ficar no zero-a-zero, precisamos, em um dia sedentário e em temperatura moderada de 20ºC, de uns 2,5 litros de água!

Confira a tabela abaixo com as recomendações básicas, específicas para sua faixa etária, propostas pelo Institute of Medicine (2005):

Mas condições especiais requerem mais atenção: o exercício físico pode causar a perda de água e eletrólitos através do suor que pode atingir 2 litros por hora, dependendo da intensidade; crianças e idosos estão em risco por causa de sua baixa percepção de sinais de desidratação; ambientes secos que usam ar condicionado reduz nossa percepção.

Esteja ciente das recomendações e sinais de desidratação mostrada pelo corpo (sede, urina concentrada, fraqueza, tonturas, etc.).

JÉQUIER, e; CONSTANT, F. Water as an essential nutrient: the physiological basis of hydration. European Journal Of Clinical Nutrition, [s.l.], v. 64, n. 2, p.115-123, 2 set. 2009. Springer Nature. http://dx.doi.org/10.1038/ejcn.2009.111.


Institute of Medicine. 2005. Dietary Reference Intakes for Water, Potassium, Sodium, Chloride, and Sulfate. Washington, DC: The National Academies Press. https://doi.org/10.17226/10925.

Cultura E Tal:

The Baker's Wife (1938)

O filme é baseado em um livro de Jean Giono, um doce conto pastoral, sobre um padeiro que fica pertur-bado quando sua esposa o deixa.

O padeiro então passa-se a recusar a fornecer pão à aldeia até ela voltar para ele.