Especiarias parte III: canela


Ahhhh.... a canela!

Aquele cheirinho natalino, aquele sentimento de aconchego no café da tarde e naquele cappuccino relaxante.

Não só na comida e nos eventos que a envolvem encontramos esta especiaria.

Devido suas atividades antimicrobianas, em especial o cinamaldeído, a canela também é usada em cosméticos ou agentes promotores da saúde para tratar doenças como inflamação, distúrbios gastrointestinais e infecções urinárias. Isso ocorre, pois o componente inibe a biossíntese da parede celular, a função da membrana e as atividades enzimáticas específicas dos microrganismos, prejudicando, portanto, sua proliferação.

Falamos em especial da inibição das seguintes bactérias e fungos: E. coli, S. aureus, L. monocytogenes, P. aeruginosa, B. subtilis, B. cereus, E. faecalis, E. faecalis, K. pneumoniae, P. fluorescens, S. faecalis, M. luteus, B. megaterium, C. albicans, A. niger.

Mas calma ai: ninguém aqui tá falando de mascar canela pra tratar aquele piriri louco ou beber litros de chá de canela pra tratar infecção urinária!

Vamos desenvolver esse poder de crítica e bom senso para as informações que encontramos na internet :)

LIU, Qing et al. Antibacterial and Antifungal Activities of Spices. International Journal Of Molecular Sciences, [s.l.], v. 18, n. 6, p.1283-1345, 16 jun. 2017. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/ijms18061283.

Cultura E Tal:

The Baker's Wife (1938)

O filme é baseado em um livro de Jean Giono, um doce conto pastoral, sobre um padeiro que fica pertur-bado quando sua esposa o deixa.

O padeiro então passa-se a recusar a fornecer pão à aldeia até ela voltar para ele.